Depois que Donald Trump manteve o decreto que faz com que a Huawei continue banida dos EUA até 2021 e também de bloquear remessas de semicondutores para a fabricante em questão, a China resolveu contra-atacar. O governo do país asiático deve incluir empresas norte-americanas em uma lista de “entidades não-confiáveis”. E isso incluirá companhias do porte da Apple, Qualcomm, Cisco e até Leia Mais